sábado, 7 de dezembro de 2013

REFLEXÃO SEDRAH 139 - EM TEHILIM/SALMOS 139 (O PRESCRUTAR DO CORAÇÃO)

por Yossef Michael
A Sedrah desta semana apresenta o Tehilim/Salmo 139 e gostaria de olhar com bastante atenção logo para os primeiros passukim/versículos:
TehilimSalmos 139:1-2, “Ao mestre do canto, um salmo de David. Ó Eterno, Tu perscrutas meu íntimo e me conheces totalmente. Sabes quando me sento ou levanto e antecipas meu pensamento onde quer que eu esteja”.
A tradução da ACRF nos traz, “SENHOR, tu me sondaste, e me conheces. Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento”.
Particularmente, acredito que, ainda que as duas traduções sejam perfeitamente possíveis, a segunda perde um pouco da dimensão que o hebraico nos oferece. Para isto, vamos analisar a expressão “perscrutas meu íntimo”, no hebraico "hakartani", proveniente da raiz "chakar"
Vamos a algumas passagens onde encontramos esta raiz, "chakar"
Yiov/Jó 36:26, “Eis que El é grande, e nós não O compreendemos, e o número dos Seus anos não se pode esquadrinhar (cheker)”;
Mishlei/Provérbios 25:3, “Os céus, pela altura, e a terra, pela profundidade, assim o coração dos reis é insondável (cheker)”;
Yeshaiyahu/Isaías 40:28, “Não sabes, não ouviste que o eterno Elohim, o Senhor, o Criador dos fins da terra, nem Se cansa nem Se fatiga? É inescrutável (cheker) o Seu entendimento”;
Yirmiyahu/Jeremias 17:10, “Eu, o Senhor, esquadrinho (choker) o coração e provo os rins; e isto para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações”.
Com base nestas e em outras passagens fica bastante claro que em Tehilim/Salmos 139, que o Eterno "investiga minuciosamente nosso íntimo", algo que somente Ele pode fazê-lo, daí a referência a inescrutável e esquadrinhar.
inescrutável 
i.nes.cru.tá.vel 
adj (in+escrutável) 1 Que não se pode pesquisar ou investigar. 2 Que não se pode indagar. 3 Impenetrável, imperscrutável.
esquadrinhar 
es.qua.dri.nhar 
(lat vulg *scrutiniare) vtd 1 Examinar com atenção e minúcia: Seria curioso esquadrinhar esse caso. 2 Investigar, pesquisar. 3 Estudar, analisar (os astros, os segredos da natureza etc.). 4 Vigiar. 5 Procurar. Var: escoldrinhar, desquadrinhar.
Com base nisto, gostaria de me aprofundar um pouco na análise de uma das passagens, especificamente, a de Yirmiyahu/Jeremias. 
Vejamos o contexto em que ela está inserida: 
Yirmiyahu/Jeremias 17:1-3, “O pecado de Yehudah/Judá está escrito com um ponteiro de ferro, com ponta de diamante, gravado na tábua do seu coração e nas pontas dos vossos altares. Como também seus filhos se lembram dos seus altares, e dos seus bosques, junto às árvores frondosas, sobre os altos outeiros, Ó Meu monte, no campo, a tua riqueza e todos os teus tesouros, darei por presa, como também os teus altos, por causa do pecado, em todos os teus termos”.
Em seguida o profeta nos fala que, por conta disto, os filhos de Yehudah/Judá seriam privados de sua herança e viveriam subjugados por seus inimigos, pois sua confiança estava em homens e não no Eterno! 
E agora vem nossa passagem, Yirmiyahu/Jeremias 17:7-10, “Bendito o homem que confia no Eterno, e cuja confiança é o Eterno. Porque será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto. Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá? Eu, o Eterno, esquadrinho o coração e provo os rins; e isto para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações”.
Vemos que o Eterno esquadrinha (choker) nossos corações e encontra, assim, aqueles que nEle confiam, ou seja, os justos e por isso conhece nossos caminhos e nos dá segundo Sua Vontade. Até aqui, francamente, nada de novo. Creio que já compreendemos isto de forma bem tranquila através de outros numerosos estudos. O que me chamou a atenção foi o que vem a seguir, senão vejamos. O profeta fala acerca daqueles que se “desviaram”, em cujos corações o Eterno encontrou toda sorte de desvios e transgressões e do que lhes aconteceria no grande e temível dia.
Quando confrontado por eles, o profeta anuncia que Lhe é fiel e que Sua Palavra, Sua Torah, não se aparta de sua boca e clama ao Eterno para que o ouça, Yirmiyahu 17:18, “Envergonhem-se os que me perseguem, e não me envergonhe eu; assombrem-se eles, e não me assombre eu; traze sobre eles o dia do mal, e destrói-os com dobrada destruição”.
Qual foi a resposta do Eterno ao profeta Yirmiyahu/Jeremias???
Yirmiyahu/Jeremias 17:24-27, “Mas se vós diligentemente Me ouvirdes, diz o Eterno, não introduzindo cargas pelas portas desta cidade no dia de Shabat, e santificardes o dia de Shabat, não fazendo nele obra alguma, então entrarão pelas portas desta cidade reis e príncipes, que se assentem sobre o trono de David, andando em carros e em cavalos; e eles e seus príncipes, os homens de Yehudah/Judá, e os moradores de Yerushalayim/Jerusalém; e esta cidade será habitada para sempre. E virão das cidades de Yehudah/Judá, e dos arredores de Yerushalayim/Jerusalém, e da terra de Binyamin/Benjamim, e das planícies, e das montanhas, e do sul, trazendo holocaustos, e sacrifícios, e ofertas de alimentos, e incenso, trazendo também sacrifícios de louvores à casa do Eterno. Mas, se não Me ouvirdes, para santificardes o dia de Shabat, e para não trazerdes carga alguma, quando entrardes pelas portas de Yerushalayim/Jerusalém no dia de Shabat, então acenderei fogo nas suas portas, o qual consumirá os palácios de Yerushalayim/Jerusalém, e não se apagará”.
Como podemos ver, a resposta do Criador é “para tudo e se lembra de guardar o meu Shabat!!!”. 
Simples desta forma... Lembra-te da Aliança que foi estabelecida com nossos pais, Avraham, YIts’chak e Ya’akov e nada mais... Isto é suficiente para que o Eterno saiba o que realmente está em nossos corações... A Torah é prática!!! A prática de uma fé despojada de sandices, acréscimos ou jugos de homens é assim, simples... Ele perscruta o inescrutável e esquadrinha nossos corações... O que lá será encontrado depende apenas de nós e da disposição em vivermos conforme Sua Vontade, Sua Torah!!!
Assim foi conosco, um dia fomos convidados a começarmos nossa caminhada e o Shabat, sem qualquer sombra de dúvidas, foi o primeiro passo a ser dado em nossa Teshuvah. Teshuvah sem guardar o Shabat é apenas um travestir-se de algo que, honestamente, pouco importa ao Criador...
Devarim/Deuteronômio 5:12-15, “Guarda o dia de Shabat, para o santificar, como te ordenou o Eterno teu Elohim. Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho. Mas o sétimo dia é o sábado do Eterno teu Elohim; não farás nenhum trabalho nele, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu boi, nem o teu jumento, nem animal algum teu, nem o estrangeiro que está dentro de tuas portas; para que o teu servo e a tua serva descansem como tu; Porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito, e que o Eterno teu Elohim te tirou dali com mão forte e braço estendido; por isso o Eterno teu Elohim te ordenou que guardasses o dia de Shabat”.
O Tehilim/Salmo 139 é maravilhoso, uma verdadeira poesia de reconhecimento à majestade do Criador... Tehilim/Salmos 139:22-23, “Analisa-me, ó Eterno! Perscruta meu coração, testa-me e esquadrinha meus pensamentos. E se vires em mim um mau caminho, guia-me ao caminho certo”.
Shabat Shalom!!!
Chazak, Chazak Venit Chazek!!!
Força, força e que sejamos fortalecidos!!!

Um comentário:

  1. Shalom, não resistir e novamente estou por aqui... (rs)

    Após ler a conclusão desse belo texto, recordei do meu inicio de caminhada em Teshuvá e percebi que tanto para mim, com para outros, esse inicio aconteceu pela imensa vontade de obedecer aos mandamentos do Eterno e em especial trazermos à memória à "lembrança de guardar o Shabat". Percebo como somos um povo que mesmo distantes da terra de Yisrael, nossos "corações" se inclinaram para amá-Lo, não só em palavras, mas em pratica todos os dias...
    Fico feliz por não só contemplar essa bondade do Eterno para conosco, nos permitindo essa nova oportunidade de retorno, como também por não permitir que caminhemos solitários ainda que sozinhos fisicamente. E isso me é maravilhoso!
    Bem, tomando como base um feliz comentário de uma amiga especial, sobre essa caminhada e como permanecermos de forma eficaz é que em cada dia peço que o Eterno sonde meu coração através de minha atitudes concedendo-me vontade para praticar suas instruções.
    Ela disse-me: "Agora precisamos parar de "procurar", "já estamos no caminho certo", é tempo de trabalharmos nosso caráter, fortalecermos a nossa fé e buscarmos ser pessoas genuínas".
    Realmente, "quando uma coisa acaba, uma outra começa". Estou aprendendo que nunca devemos desprezar os humildes começos, pois quem nos mantem caminhando nos promove novas descobertas... a fim de alcançarmos o propósito de nossa existência.

    Obrigada por esse belo texto e Shabat Shalom!

    ResponderExcluir