sexta-feira, 15 de novembro de 2013

CICLO TRIENAL (e vídeo) - SEDRAH 136 (Semana de 10 a 16 de novembro/2013)

(Shabat Shalom)
Torah: Devarim/Deuteronômio 17:14-20
Tema: Os direitos aos reis
Haftarah: Sh'muel Alef/1 Samuel 8 e 10; Sh'muel Beit/2 Samuel 2 e 16
Tema(s):  O povo pede um rei; Shaul é escolhido por sorteio; David é ungido rei de Yehudah/Judá; 
Shirim U’Chochmah: Shir HaShirim/Cântico dos Cânticos 5:9 - 6:3
Tema: Cântico ao Amado
Shir Mizmor: Tehilim/Salmos 136
Tema: Hodu L'Adonai/Rendei graças ao Eterno

TORAH
Devarim/Deuteronômio 17:

14Quando tiveres entrado na terra que O Eterno teu Elohim te dará, tomado posse dela e nela habitares, e disseres: "Quero estabelecer sobre mim um rei, como todas as nações que me rodeiam", 15deverás estabelecer sobre ti um rei que tenha sido escolhido pelo O Eterno teu Elohim; é um dos teus irmãos que estabelecerás como rei sobre ti. Não poderás nomear um estrangeiro que não seja teu irmão. 16Ele, porém, não multiplicará cavalos para si, nem fará com que o povo volte ao Egito para aumentar a sua cavalaria, pois O Eterno vos disse: "Nunca mais voltareis por este caminho!" 17Que ele não multiplique o número de suas mulheres, para que o seu coração não se desvieE que não multiplique excessivamente sua prata e seu ouro18Quando subir ao trono real, ele deverá escrever num livro, para seu uso, uma cópia desta Lei, ditada pelos kohanim levi'im/sacerdotes levitas.19Ela ficará com ele e ele a lerá todos os dias da sua vida, para que aprenda a temer a O Eterno seu Elohim, observando todas as palavras desta Lei e colocando estes estatutos em prática. 20Deste modo ele não se levantará orgulhosamente sobre seus irmãos, nem se desviará deste mandamento para a direita ou para a esquerda, de modo a prolongar os dias do seu reinado, ele e seus filhos, no meio de Yisra'El. 

  HAFTARAH
Sh'muel Alef/1 Samuel 8:

1Sh'muel, quando envelheceu, constituiu seus filhos juízes em Yisra'El. 2O primogênito chamava-se Yoel/Joel, e o segundo Abias; eles foram juízes em Bersheva/Berseba. 3Mas os filhos não seguiram o seu exemplo. Ao contrário, orientaram-se pela ganância, deixaram-se subornar e infringiram o direito. 4Então todos os anciãos de Yisra'El se reuniram e foram ao encontro de Sh'muel em Ramá. 5E disseram-lhe: "Tu envelheceste, e os teus filhos não seguiram o teu exemplo. Por isso, constitui sobre nós um rei, o qual exerça a justiça entre nós, como acontece em todas as nações." 6Mas esta expressão: "Constitui sobre nós um rei, o qual exerça a justiça entre nós", desagradou a Sh'muel, e então ele invocou ao Eterno. 7 O Eterno, porém, disse a Sh'muel: "Atende a tudo o que te diz o povo, porque não é a ti que eles rejeitam, mas a mim, porque não querem mais que eu reine sobre eles. 8Tudo o que têm feito comigo desde o dia em que os fiz subir de Mitzray/Egito até agora — abandonaram-me e seguiram outros deuses — assim fizeram contigo. 9Portanto, atende ao que eles pleiteiam. Mas, solenemente, lembra-lhes e explica-lhes o direito do rei que reinará sobre eles". Os inconvenientes da realeza — 10Sh'muel expôs todas as palavras do Eterno ao povo, que lhe pedia um rei. 11Ele disse: "Este é o direito do rei que reinará sobre vós: Ele convocará os vossos filhos e os encarregará dos seus carros de guerra e dos seus cavalos e os fará correr à frente do seu carro; 12e os nomeará chefes de mil e chefes de cinqüenta, e os fará lavrar a terra dele e ceifar a sua seara, fabricar as suas armas de guerra e as peças de seus carros. 13Ele tomará as vossas filhas para perfumistas, cozinheiras e padeiras. 14Tomará os vossos campos, as vossas vinhas, os vossos melhores olivais, e os dará aos seus oficiais. 15Das vossas culturas e das vossas vinhas ele cobrará o dízimo, que destinará aos seus eunucos e aos seus oficiais. 16Os melhores dentre os vossos servos e as vossas servas, os vossos bois e os vossos jumentos, ele os tomará para o seu serviço. 17Exigirá o dízimo dos vossos rebanhos, e vós mesmos vos tornareis seus escravos. 18Então, naquele dia, reclamareis contra o rei que vós mesmos tiverdes escolhido, mas O Eterno não vos responderá, naquele dia!" 19O povo, no entanto, recusou-se a atender a palavra de Sh'muel, e disse: "Não! Mas, teremos um rei 20e seremos, nós também como as outras nações: o nosso rei nos julgará, irá à nossa frente e fará as nossas guerras." 21 Sh'muel ouviu tudo o que o povo disse e o contou ao ouvido do Eterno22Mas, O Eterno lhe respondeu: "Satisfaz a vontade deles e entroniza-lhes um rei." Então Sh'muel disse aos homens de Yisra'El: "Volte cada um à sua cidade." 

Sh'muel Alef/1 Samuel 10:
 1Então Sh'muel pegou o frasco de azeite e o derramou sobre a cabeça de Shaul, beijou-o e disse-lhe: "Não foi O Eterno que te ungiu como chefe do seu povo, Yisra'El? Tu és quem julgará o povo dO Eterno e o livrarás das mãos dos seus inimigos ao redor. E este é o sinal de que O Eterno te ungiu como chefe da sua herança. 2Hoje, quando me deixares, encontrarás dois homens perto do túmulo de Rachel/Raquel, nas divisas de Benyamin/Benjamim... e eles te dirão: 'Já encontraram as jumentas que foste procurar. O teu pai esqueceu o caso das jumentas, e está aflito por tua causa e diz: Que terá acontecido ao meu filho?' Adiante, ao chegares ao Carvalho do Tabor, encontrarás três homens que vão a Elohim em Beit'El/Betel, um levando três cabritos, o outro três pães, o último um odre de vinho. 4Eles te saudarão e te oferecerão dois pães, que aceitarás. 5Chegarás, então, a Gibeá de Elohim (onde está o governador dos filisteus) e acontecerá que, entrando na cidade, te defrontarás com um bando de profetas que vêm descendo do lugar alto, precedidos de harpas, tamborins, flautas, cítaras, e estarão em delírio. 6Então a Ruach de Elohim/Sopro de Elohim virá sobre ti, e entrarás em delírio com eles e te transformarás em outro homem. 7Quando esses sinais te sucederem age de acordo com as circunstâncias, porque Elohim está contigo. 8Descerás antes de mim a Guilgal, e logo irei ter contigo para oferecer holocaustos e imolar sacrifícios de comunhão. Esperarás sete dias até que eu vá ter contigo e te mostre o que deves fazer". A volta de Shaul — 9Assim que voltou as costas para deixar Sh'muel, Elohim lhe mudou o coração, e todos esses sinais se verificaram naquele mesmo dia. 10Partindo dali, chegaram a Gibeá, e logo um grupo de profetas veio ao seu encontro; o espírito de Elohim veio sobre ele, e ele entrou em delírio no meio deles. 11Quando os que o conheciam de longa data o viram profetizando com os profetas, diziam uns aos outros: "Que terá acontecido ao filho de Quis? Está também Shaul entre os profetas?" 12Um do grupo perguntou: "E quem é seu pai?" É por isso que se tornou um provérbio a frase: "Está também Shaul entre os profetas?" 13Assim que voltou do transe, entrou em Gibeá. 14O tio de Shaul perguntou a ele e ao seu servo: "Aonde fostes?" — "Buscar as jumentas", replicou ele. "Não as achando, fomos ter com Sh'muel". 15O tio de Shaul disse-lhe então: "Conta-me o que foi que Sh'muel vos disse". 16Shaul respondeu ao seu tio: "Ele nos deu somente a notícia de que as jumentas já haviam sido encontradas", e não tocou em nada do que Shmuel lhe havia dito sobre a questão da realeza. Shaul é designado rei por sorteio — 17Sh'muel convocou o povo aO Eterno em Mishpah/Mispá, 18e disse aos filhos de Yisra'El: "Assim diz O Eterno, o Elohim de Yisra'El: Eu fiz Yisra'El subir do Egito e vos libertei da influência do Egito e da influência de todos os reinos que vos oprimiam. 19Vós hoje, no entanto, rejeitastes o vosso Elohim, aquEle que vos salvou de todos os vossos males e de todas as angústias que vos afligiam, e dissestes: 'Não! Constitui sobre nós um rei!' Agora, pois, comparecei diante dO Eterno por tribos e por clãs". 20Sh'muel mandou que se apresentassem todas as tribos de Yisra'El e, tirada a sorte, foi escolhida a de Benyamim/Benjamim. 21Mandou que a tribo de Benyamim se aproximasse, dividida por clãs, e o clã de Matri foi sorteado. Mandou então que se aproximasse o clã de Matri, homem por homem; e Shaul, filho de Quis, foi apontado no sorteio. Procuraram-no, mas, não o encontraram. 22Consultaram então O Eterno: "O homem veio para cá?" E O Eterno respondeu: "Está ali, escondido no meio das bagagens." 23Correram a buscá-lo, e ele se apresentou no meio do povo: dos ombros para cima sobressaía a todos. 24Sh'muel disse a todo o povo: "Vedes agora a quem O Eterno escolheu? Não há quem se lhe compare entre todo o povo". Então todos começaram a aclamá-lo e a bradar: "Viva o rei!" 25Sh'muel expôs ao povo o direito do rei e o escreveu num livro, que depôs diante dO Eterno. Em seguida, despediu o povo, cada um para sua casa. 26Shaul também retornou à sua casa em Gibeá e com ele foram os valentes cujo coração Elohim tocara. 27Os vadios, porém, disseram: "Como poderá esse salvar-nos", e o desprezaram e não lhe levaram presentes. 

Sh'muel Beit/2 Samuel 2:
1Depois disso, David consultou ao Eterno nestes termos: "Subirei a uma das cidades de Yehudah/Judá?", e O Eterno lhe respondeu: "Sobe!" David perguntou: "A qual subirei?", e a resposta foi: "A Hebrom." 2David subiu para lá, e também as suas duas mulheres, Ainoam de Jezreel e Abigail, a mulher de Nabal de Carmel. 3Quanto aos homens que estavam com ele, David os fez subir cada um com a sua família, e se fixaram nas aldeias de Hebron. 4Vieram os homens de Yehudah e ali ungiram a David rei sobre a casa de Yehudah. Mensagem ao povo de Jabes — Comunicaram a David que os habitantes de Jabes de Guilad/Gileade tinham dado sepultura a Shaul. 5Então David enviou mensageiros aos habitantes de Jabes dizendo: "Benditos sejais dO Eterno, por terdes realizado esta obra de misericórdia para com Shaul vosso senhor, e lhe terdes dado sepultura! 6Que O Eterno tenha para convosco misericórdia e bondade, e eu também vos farei bem, porque assim procedestes. 7E agora, enchei-vos de coragem e sede valorosos, porque Shaul vosso rei está morto. Quanto a mim, a casa de Yehudah já me sagrou seu rei." Av'Ner/Abner impõe Ish'Boshet como rei de Yisra'El — 8Abner, filho de Ner, chefe do exército de Shaul, tinha levado consigo Ish'Bóshet ben Shaul/filho de Shaul, e o tinha feito ir a Mahanayim." 9Ele o estabeleceu como rei sobre Guilad, sobre os aseritas, sobre Jezreel, Efraim, Benjamim, e sobre todo o Israel. 10Ish-Boshet, filho de Shaul, tinha quarenta anos quando se tornou rei de Yisra'El, e reinou dois anos. Somente a casa de Yehudah seguia a David. 11O tempo que David reinou em Hebron sobre a casa de Yehudah foi de sete anos e seis meses. Guerra entre Yehudah e Yisra'el. Batalha de Guivon/Gibeon — 12Abner, filho de Ner, e a guarda de Ish'Boshet, filho de Shaul, empreenderam uma expedição militar partindo de Mahanayim rumo a Guivon. 13Yiav/Joab, filho de Zerúia, e a guarda de David puseram-se igualmente em marcha e se defrontaram perto do açude de Guivon. Estes pararam de um lado do açude, e aqueles do outro. 14Abner disse a Joab: "Deixa que venham alguns jovens e lutem diante de nós." Joab respondeu: "Que lutem!" 15Vieram eles e foram contados: doze de Benjamim, por Ish'Boshet, filho de Shaul, e doze da guarda de David. 16Cada um deles agarrou a cabeça do adversário e meteu-lhe a espada no flanco, e desse modo caíram todos juntos. É por isso que se chama a esse lugar de "Helcat Hatsurim" Campo dos Flancos; fica em Guivon. 17Então travou-se naquele dia uma batalha encarniçada, na qual Abner e os de Yisra'El foram vencidos na presença da guarda de David. 18Estavam lá os três filhos de Zeruia: Joab, Abisaí e Asael. Ora, Asael era rápido na corrida como as gazelas selvagens. 19Ele se lançou em perseguição de Abner, sem se desviar das suas pegadas, nem para a direita nem para a esquerda. 20Abner olhou para trás e disse: "És tu, Asael?", e ele respondeu: "Sou eu." 21Então disse Abner: "Vai para a direita ou para a esquerda, agarra um dos meus moços e apossa-te dos seus despojos." Mas Asael não quis abandonar a perseguição dele. 22Abner insistiu com Asael: "Deixa de seguir-me! Por que hei de ferir-te e te estirar no chão? E como poderia encarar o rosto de teu irmão Joab?"" 23Como ele se recusasse a afastar-se, Abner lhe perfurou o ventre com o couto" da sua lança, que lhe saiu pelas costas. Ele caiu ali e morreu no mesmo lugar. E todos os que iam chegando ao lugar onde Asael caíra e morrera, paravam. 24Joab e Abisaí se lançaram em perseguição de Abner e, ao pôr-do-sol, chegaram à colina de Ama, que está a leste de Gaia, no caminho do deserto de Guivon. 25Os benjaminitas se concentraram atrás de Abner em formação cerrada, e pararam no alto de uma colina. 26Abner chamou Joab e disse: "Devorará a espada para sempre? Não sabes que no fim só restará amargura? Que estás esperando para ordenar a esses homens que cessem de perseguir a seus irmãos?" 27Respondeu Joab: "Tão certo como vive O Eterno, se não tivesses falado, só pela manhã esta gente teria desistido de perseguir cada um a seu irmão." 28Então Joab mandou soar a trombeta, e todo o exército suspendeu o combate. Cessou a perseguição a Yisra'El e terminou a luta. 29Abner e os seus homens caminharam pela Arabá durante toda aquela noite, passaram o Yarden/Jordão e, depois de terem marchado toda a manhã seguinte, chegaram a Mahanayim. 30Joab, tendo deixado de perseguir a Abner, reuniu toda a tropa: a guarda de David perdera dezenove homens e também Asael, 31mas a guarda de David matara, entre os homens de Benjamim e os de Abner, trezentos e sessenta homens. 32Levaram Asael e o sepultaram no túmulo de seu pai, que está em Beit'Lechen/Belém (Casa do Pão). Joab e os seus marcharam toda a noite, e o dia estava nascendo quando eles chegaram a Hebrom. 

Sh'muel Beit/2 Samuel 16:
1Havia David passado um pouco adiante do cume, quando Ziba, o servo de Meribaal/Mefibosete, veio ao seu encontro com um par de jumentos albardados, levando uma carga de duzentos pães, cem cachos de passas, cem frutas da estação e um odre de vinho. 2O rei perguntou a Ziba: "Que queres fazer com isso?" Ziba respondeu: "Os jumentos servirão de montaria à família real, o pão e as frutas para os moços comerem, e o vinho para os que estiverem cansados no deserto." 3Perguntou o rei: 'E onde está o filho do teu senhor?" E Siba respondeu ao rei: "Ficou em Yerushalayim porque disse: Hoje a casa de Yisra'El me restituirá o reino de meu pai." 4Então o rei disse a Ziba: "Tudo o que Meribaal possui é teu." Ziba disse: "Eu me prostro diante de ti. Possa eu encontrar graça aos teus olhos, senhor meu rei!" Semei maldiz a David — 5Quando o rei David chegou a Baurim, surgiu um homem, membro do mesmo clã da família de Shaul, cujo nome era Shimi/Semei, filho de Gera, e saiu proferindo maldições. 6Atirava pedras em David e em todos os oficiais do rei David, e por isso todo o exército e todos os valentes se puseram à sua direita e à sua esquerda. 7Semei amaldiçoava a David com estas palavras: "Vai-te! Vai-te! homem sanguinário, bandido! 8O Eterno fez cair sobre ti todo o sangue da casa de Shaul, cujo trono usurpaste. Assim fez O Eterno, tirando das tuas mãos a realeza para dá-la a teu filho Av'Shalom/Absalão. Estás entregue à tua própria maldade, porque és homem sanguinário." 9Abisaí, filho de Zeruia, disse então ao rei: "Por que este cão morto há de ficar amaldiçoando o senhor meu rei? Deixa-me atravessá-lo e cortar-lhe a cabeça." 10Mas o rei respondeu: "Que tenho convosco filhos de Zeruia? Se ele amaldiçoa e se O Eterno lhe ordenou: 'Amaldiçoa a David', quem poderia dizer-lhe: 'Por que fazes isso?' " 11David disse a Abisaí e a todos os seus oficiais: "Vede: o filho que saiu das minhas entranhas busca a minha morte. Com mais razão, este benjaminita! Deixai que amaldiçoe, se O Eterno lhe ordenou que o fizesse. 12Talvez O Eterno considere a minha miséria e me restitua o bem pelas maldições de hoje." 13David e os seus homens continuaram o seu caminho. Semei ia andando ao lado da montanha, paralelamente a David, e, enquanto andava, proferia maldições, atirava pedras e jogava terra para o ar. 14O rei e todo o povo que o acompanhava chegaram extenuados a..., e lá tomaram fôlego. Husai/Cusai une-se a Absalão — 15Absalão entrou em Yerushalayim com todos os homens de Yisra'El, e Aitofel/Aquitofel estava com ele. 16Assim que Husai, o araquita, amigo de David, se aproximou de Av'Shalom, Husai disse-lhe: "Viva o rei! Viva o rei!" 17Av'Shalom, porém, disse a Husai: "É essa a grande afeição que tens pelo teu amigo? Por que não foste com o teu amigo?" 18Husai respondeu a Av'Shalom: "Não, aquele com quem quero estar é aquele a quem O Eterno e este povo e todos os homens de Yisra'El escolheram, com esse permanecerei! 19Ademais, a quem vou servir? Não és seu filho? Como servi a teu pai, assim te servirei." Av'Shalom e as concubinas de David — 20Av'Shalom disse a Aitofel: "Consultai-vos: que faremos?" 21Aitofel respondeu a Av'Shalom: "Aproxima-te das concubinas de teu pai, que ele deixou aqui para guardar o palácio: todo o Yisra'El saberá que te tornaste odioso a teu pai, e a coragem de todos os teus partidários aumentará." 22Armou-se então uma tenda no terraço do palácio, e Av'Shalom esteve com as concubinas de seu pai aos olhos de todo o Yisra'El. 23O conselho que Aitofel dava naquele tempo era recebido como um oráculo de Elohim. Assim era o conselho de Aquitofel, tanto para David como para Av'Shalom. 

SHIRIM U'CHOCHMAH
Shir HaShirim/Cântico dos Cânticos 5:

9Que é teu amado mais que os outros, ó mais bela das mulheres? Que é teu amado mais que os outros, para assim nos conjurares? A AMADA10Meu amado é branco e rosado, saliente entre dez mil. 11Sua cabeça é ouro puro, uma copa de palmeira seus cabelos, negros como o corvo. 12Seus olhos... são pombas à beira de águas correntes: banham- se no leite e repousam na margem. 13Suas faces são canteiros de bálsamo, colinas de ervas perfumadas; seus lábios são lírios com mirra, que flui e se derrama. 14Seus braços são torneados em ouro incrustado com pedras de Társis. Seu ventre é um bloco de marfim cravejado com safiras. 15Suas pernas, colunas de mármore firmadas em bases de ouro puro. Seu aspecto é o do Líbano altaneiro, como um cedro. 16Sua boca é muito doce... Ele todo é uma delícia! Assim é meu amigo, assim o meu amado, ó filhas de Yerushalayim. 

Shir HaShirim/Cântico dos Cânticos 6:

1Onde anda o teu amado, , ó mais bela das mulheres? Aonde foi o teu amado? Iremos buscá-lo contigo! A AMADA2Meu amado desceu ao seu jardim, aos terrenos das balsameiras, foi pastorear nos jardins e colher açucenas. 3Eu sou do meu amado, e meu amado é meu, o pastor das açucenas. 

SHIR MIZMOR
Tehilim/Salmos 136:
Rendei graças ao Eterno porque ele é bom; porque eterna é Sua misericórdia.  Louvai ao Elohim dos deuses, porque eterna é Sua misericórdia.  Rendei graças ao Senhor de todos os senhores, porque eterna é Sua misericórdia;  àquele que sozinho realizou grandes maravilhas, porque eterna é Sua misericórdia. Àquele que com sabedoria criou os céus, porque eterna é Sua misericórdia;   àquele que estendeu a terra sobre as águas, porque eterna é Sua misericórdia;   àquele que criou os grandes astros, porque eterna é Sua misericórdia; o sol para reinar no dia, porque eterna é Sua misericórdia;   a lua e as estrelas para governarem à noite, porque eterna é Sua misericórdia,  àquele que feriu os primogênitos dos egípcios, porque eterna é Sua misericórdia; e que de seu meio retirou Yisra'El, porque eterna é Sua misericórdia;  com a força do braço e mão poderosa, porque eterna é Sua misericórdia; àquele que em doze partes dividiu o Mar Vermelho, porque eterna é Sua misericórdia e através dele fez passar a Yisra'El, porque eterna é Sua misericórdia;  e ao faraó e seu exército precipitou naquele mar, porque eterna é Sua misericórdia; àquele que pelo deserto conduziu Seu povo, porque eterna é Sua misericórdia; àquele que abateu reis poderosos, porque eterna é Sua misericórdia;  e as vidas destes exterminou, porque eterna é Sua misericórdia; de Sichon, rei dos Emoryi, porque eterna é Sua misericórdia; de Og, rei de Bashan, porque eterna é Sua misericórdia;  e sua terra doou como herança, porque eterna é Sua misericórdia;  a Seu povo, Yisra'El, porque eterna é Sua misericórdia;  àquele que de nós se lembrou quando estávamos indefesos, porque eterna é Sua misericórdia  e nos salvou dos nossos adversários, porque eterna é Sua misericórdia;  é Ele quem fornece alimento a todos os seres vivos, porque eterna é Sua misericórdia. Rendei graças ao Elohim dos céus, porque eterna é Sua misericórdia.
postado por Ya'el bat Yossef



Nenhum comentário:

Postar um comentário