quinta-feira, 12 de setembro de 2013

CICLO TRIENAL (e vídeo) - SEDRAH 127 (Semana de 08 a 14 de setembro/2013)

(Shabat Shalom)
Torah: Devarim/Deuteronômio 5:1-6:13
Tema: Os Asseret haDibrot (Os 10 Ditos) e o Shemah
Haftarah: Yeshaiyahu/Isaias 57; Nahum/Naum 3
Tema(s): Contra a idolatria; Contra Nínive
Shirim U’Chochmah: Shir haShirim/Cantares 1:1-7
Tema(s): Introdução sobre a amada
Shir Mizmor: Tehilim/Salmos 127
Tema: Depender do Eterno

TORAH
Devarim/Deuteronômio 5:
Os Dez Ditos/O Decálogo — 1Mosheh convocou todo Yisra'el e disse: Ouve, ó Yisra'el, os estatutos e as normas que hoje proclamo aos vossos ouvidos. Vós os aprendereis e cuidareis de pô-los em prática. 2YHWH nosso Elohim concluiu conosco uma Aliança no Horeb. 3YHWH não concluiu esta Aliança com nossos pais, mas conosco, conosco que estamos hoje aqui, todos vivos. 4YHWH falou convosco face a face, do meio do fogo, sobre a montanha. 5Eu estava então entre YHWH e vós, para vos anunciar a palavra de YHWH, pois ficastes com medo do fogo e não subistes à montanha. Ele disse: 6"Eu sou YHWH teu Elohim, Aquele que te fez sair da terra de Mitzrayim/Egito, da casa da escravidão: - 7Não terás outros deuses diante de mim. 8Não farás para ti imagem esculpida, de nada que se assemelhe ao que existe lá em cima, no céu, ou cá embaixo na terra, ou nas águas que estão debaixo da terra. 9Não te prostrarás diante desses deuses nem os servirás, porque eu, YHWH teu Elohim, sou um Elohim ciumento, que puno a iniqüidade dos pais sobre os filhos, até a terceira e a quarta geração dos que me odeiam, 10mas que também ajo com amor até a milésima geração para com aqueles que me amam e guardam as minhas Mitzvot/Mandamentos. 11Não pronunciarás em vão o nome de YHWH teu Elohim, pois YHWH não deixará impune aquele que pronunciar em vão o Seu Nome. 12Guardarás o Shabat/Sétimo Dia para santificá-lo, conforme ordenou YHWH teu Elohim. 13Trabalharás durante seis dias e farás toda a tua obra; 14o sétimo dia, porém, é o Shabat de YHWH teu Elohim. Não farás nenhum trabalho, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu escravo, nem tua escrava, nem teu boi, nem teu jumento, nem qualquer dos teus animais, nem o estrangeiro que está em tuas portas. Deste modo o teu escravo e a tua escrava poderão repousar como tu. 15Recorda que foste escravo na terra do Egito, e que YHWH teu Elohim te fez sair de lá com mão forte e braço estendido. É por isso que YHWH teu Elohim te ordenou guardar o Shabat. 16Honra teu pai e tua mãe, conforme te ordenou YHWH teu Elohim, para que os teus dias se prolonguem e tudo corra bem na terra que YHWH leu Elohim te dá. 17Não matarás. 18Não cometerás adultério. 19Não roubarás. 20Não apresentarás um falso testemunho contra o teu próximo. 21Não cobiçarás a mulher do teu próximo; nem desejarás para ti a casa do teu próximo, nem o seu campo, nem o seu escravo, nem a sua escrava, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma que pertença a teu próximo." 22Tais foram as palavras que, em alta voz, YHWH dirigiu a toda a vossa assembléia no monte, do meio do fogo, em meio a trevas, nuvens e escuridão. Sem nada acrescentar, escreveu-as sobre duas tábuas de pedra e as entregou a mim. Mediação de Mosheh — 23Contudo, quando ouvistes a voz que vinha do meio das trevas, enquanto a montanha ardia em fogo, vós todos, chefes de vossas tribos e anciãos, vos aproximastes de mim 24para dizer: "Eis que YHWH nosso Elohim nos mostrou sua glória e sua grandeza, e nós ouvimos a sua voz do meio do fogo. Hoje vimos que Elohim pode falar ao homem, sem que este deixe de viver. 25E agora, por que iríamos morrer? Este grande fogo vai nos devorar! Se continuarmos a ouvir a voz de YHWH nosso Elohim nós vamos morrer! 26Com efeito, quem dentre todos os seres carnais pôde, como nós, ouvir a voz do Elohim vivo, falando do meio do fogo, e permanecer vivo? 27Aproxima-te para ouvir tudo o que YHWH nosso Elohim viu dizer. Tu nos dirás tudo o que YHWH nosso Elohim te falar. Nós ouviremos e poremos em prática." 28YHWH ouviu o tom das vossas palavras quando falastes comigo, e nu disse: "Ouvi o tom das palavras que este povo te dirigiu. Tudo o que falaram é muito bom! 29Oxalá o seu coração fosse sempre assim, para temei me e observar continuamente todos os meus mandamentos, de modo que tudo corresse bem para eles e seus filhos, para sempre! 30Vai e dize-lhes 'Voltai às vossas tendas!' 31Tu, porém, permanece aqui comigo, para que eu te diga todos os mandamentos, os estatutos e as normas que lhes ensinarás, a fim de que os pratiquem na terra cuja posse eu lhes darei." O amor de YHWH, essência da Torah — 32Observai, portanto, para agirdes conforme vos ordenou O Eterno vosso Elohim. Não vos desvieis, nem para a direita, nem para a esquerda. 33Andareis em todo o caminho que YHWH vosso Elohim vos ordenou, para que vivais, sendo felizes e prolongando os vossos dias na terra que ides conquistar. 


Devarim/Deuteronômio 6:
1São estes os mandamentos, os estatutos e as normas que YHWH vosso Elohim ordenou ensinar-vos, para que os coloqueis em prática na terra para a qual passais, a fim de tomardes posse dela, 2e, assim, temas a YHWH teu Elohim e observes todos os seus estatutos e mandamentos que eu hoje te ordeno — tu, teu filho e teu neto —, todos os dias da tua vida, para que os teus dias se prolonguem. 3Portanto, ó Yisra'el, ouve e cuida de pôr em prática o que será bom para ti e te multiplicará muito, conforme te disse YHWH, Elohim dos teus pais, ao entregar-te uma terra onde mana leite e mel. 4Ouve, ó Yisra'el: YHWH nosso Elohim é O Único! 5Portanto, amarás a YHWH teu Elohim com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua força. 6Que estas palavras que hoje te ordeno estejam em teu coração! 7Tu as inculcarás aos teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando em teu caminho, deitado e de pé. Tu as atarás também à tua mão como um sinal, e serão como um frontal entre os teus olhos; 9tu as escreverás nos umbrais da tua casa, e nas tuas portas. 10Quando YHWH teu Elohim te introduzir na terra que ele, sob juramento, prometeu a teus pais — Avraham, Yitz'chak e Ya'akov — que te daria, nas cidades grandes e boas que não edificaste, 11nas casas cheias de tudo o que é bom, casas que não encheste; poços abertos que não cavaste; vinhas e olivais que não plantaste; quando, pois, comeres e estiveres saciado, 12fica atento a ti mesmo! Não te esqueças de YHWH, que te fez sair da terra do Egito, da casa da escravidão! 13É a YHWH teu Elohim que temerás. A Ele servirás e pelo Seu Nome jurarás. 

HAFTARAH
Yeshaiyahu/Isaias 57:
1O justo perece e ninguém se incomoda, os homens piedosos são ceifados, sem que ninguém tome conhecimento. Sim, o justo foi ceifado, vitima da maldade, 2mas ele alcançará Shalom: os que trilham o caminho reto repousarão no seu leito.
Contra a idolatria 3Quanto a vós, filhos de feiticeira, chegai-vos aqui, geração adúltera, que te prostituíste! 4De quem zombais? Para quem estais fazendo caretas e mostrando a língua? Porventura não sois filhos da revolta, estirpe da mentira? 5Vós que vos deixais inflamar pela incontinência sob os terebintos, debaixo de toda árvore verdejante, que imolais crianças junto às torrentes e sob as fendas das rochas.6As pedras lisas da correnteza são a tua porção; são elas que te cabem por sorte. Foi a elas que fizeste libações, que ofereceste oblações. Devo eu satisfazer-me com isto? 7Sobre um monte alto e elevado puseste o teu leito: ali subiste para oferecer sacrifícios. 8Atrás da porta e das ombreiras puseste o teu memorial. Longe de mim te descobriste, subiste ao teu leito, alargaste-o. Praticaste o teu comércio com aqueles cujo leito te atraía, enquanto contemplavas o monumento. 9Procuraste Moloch/Moloque com dádivas de óleo, prodigalizaste os teus ungüentos; enviaste para longe os teus mensageiros, fizeste-os descer até o Sheol. 10De tanto andar ficaste cansada, mas nem por isto disseste: "Isto é de desanimar!" Recuperaste o vigor da tua mão, eis por que não baqueaste. 11De quem tiveste receio ou medo, pois que mentiste e não te lembraste de mim, nem te preocupaste comigo? Por acaso não estava eu silencioso há muito tempo, e por isto não me tinhas medo? 12Vou anunciar essa tua justiça e as tuas obras, mas certamente isto nada te aproveitará. 13Quando clamares para que te livrem aqueles que estão junto de ti, o vento os arrebatará a todos, um sopro os levará embora, mas aquele que põe a sua confiança em mim herdará a terra, possuirá o meu santo monte. A salvação para os fracos 14Então se dirá: Aterrai, aterrai, abri um caminho, removei os tropeços do caminho do Meu povo, 15porque assim diz Aquele que está nas alturas, em lugar excelso, que habita a eternidade e cujo nome é kadosh/santo: "Eu habito em lugar alto e santo, mas estou junto ao abatido e humilde, a fim de animar o espírito dos humildes, a fim de animar os corações abatidos. 16Com efeito, não contenderei para sempre, nem estarei perpetuamente encolerizado, pois à Minha presença desfaleceria o espírito, a alma que Eu criei. 17Estive encolerizado contra a sua iniqüidade, contra a sua cobiça, enquanto Me escondia e conservei a Minha ira, feri-o, enquanto ele se desviou pelo caminho da sua predileção. 18Vi o seu caminho e o curarei, conduzi-los-ei, prodigalizar-lhes-ei consolação, a ele e aos seus enlutados. 19Farei brotar o louvor dos seus lábios: "Shalom! Shalom ao que está longe e ao que está perto, diz YHWH, Eu o curarei." 20Mas os ímpios são como um mar agitado que não pode acalmar-se, cujas águas revolvem sargaço e lodo. 21"Para os ímpios não há paz", diz YHWH, meu Elohim. 

Nahum/Naum 3:
Sentença sobre Nínive, a prostituta 1Ai da cidade sanguinária, toda cheia de mentira, repleta de despojos, onde não cessa a rapina! 2Estalido de chicotes, estrépito de rodas, cavalos a galope, carros que pulam, 3ginetes que empinam, reluzir de espadas, cintilar de lanças, multidão de feridos, mortos em massa, cadáveres sem fim, tropeça-se em seus cadáveres! 4Por causa das inúmeras prostituições da prostituta formosa, hábil feiticeira, que vendia as nações por suas prostituições e os povos por suas feitiçarias. 5Eis-me contra ti - oráculo de YHWH dos Exércitos. Levantarei tua roupa até à face, mostrarei às nações a tua nudez e aos reinos a tua ignomínia. 6Jogarei sobre ti imundície, desonrar-te-ei e farei de ti um espetáculo. 7Então, todo aquele que te vir fugirá de ti e dirá: Nínive está devastada! Quem terá compaixão dela? Onde posso procurar consoladores para ti?
O exemplo de Tebas  8És, porventura, melhor do que No-Amon, que está sentada entre os canais do Nilo, (cercada de águas) cujo baluarte é o mar e cujas muralhas as águas? 9A Etiópia era a sua força, e o Egito também sem limite. Fut e os líbios eram os seus auxiliares. 10Pois também ela foi para o exílio, em cativeiro; suas crianças foram esmagadas nas esquinas de todas as ruas; sobre seus nobres lançaram a sorte, todos os seus grandes foram presos em grilhões. 11Tu, também, te embriagarás, serás aquela que se esconde, tu, também, procurarás um refúgio contra o inimigo. A inutilidade dos preparativos de Nínive 12Todas as tuas fortalezas são figueiras com figos temporãos, se os sacodem, caem na boca de quem os come. 13Eis o teu povo: são mulheres que estão em teu seio; as portas da tua terra estão escancaradas aos teus inimigos; o fogo consome os teus ferrolhos. 14Tira água para o tempo do cerco, restaura as tuas fortalezas, entra no barro e pisa na argila, toma a forma para tijolos. 15Ali o fogo te devorará, a espada te exterminará. O envio de gafanhotos Multiplica-te como o yeleq, multiplica-te como o gafanhoto!16aMultiplica os teus mercadores mais que as estrelas do céu, 17ateus guardas, como gafanhotos, e teus escribas como um enxame de insetos. Eles pousam sobre os muros em dia de frio. O sol aparece, 16bo yeleq sai do casulo e voa, 17bele desaparece e ninguém sabe para onde. Lamentação fúnebre 18Ai! Como teus pastores cochilaram, ó rei da Assíria? Adormeceram os teus poderosos, teu povo foi disperso sobre as montanhas, e não há ninguém que o reúna. 19Não há cura para a tua fratura, tua ferida é incurável! Todos os que ouvem notícias sobre ti batem palmas a teu respeito; pois, sobre quem não passou continuamente a tua maldade? 


SHIRIM U'CHOCHMAH 
Shir haShirim/Cantares 1
1O mais belo cântico de Sh'lomo/Salomão. A AMADA 2Que me beije com beijos de sua boca! Teus amores são melhores do que o vinho, 3o odor dos teus perfumes é suave, teu nome é como um óleo escorrendo, e as donzelas se enamoram de ti... 4Arrasta-me contigo, corramos! Leva-me, ó rei, aos teus aposentos e exultemos! Alegremo-nos em ti! Mais que ao vinho, celebremos teus amores! Com razão se enamoram de ti...
Primeiro poema
A AMADA 5Sou morena, mas formosa, ó filhas de Yerushalayim, como as tendas de Cedar e os pavilhões de Salma. 6Não olheis eu ser morena: foi o sol que me queimou; os filhos da minha mãe se voltaram contra mim, fazendo-me guardar as vinhas,e minha vinha, a minha... eu não a pude guardar. 7Avisa-me, amado de minha alma, onde apascentas, onde descansas o rebanho ao meio-dia, para que eu não vague perdida entre os rebanhos dos teus companheiros.
CORO 8Se não o sabes, ó mais bela das mulheres, segue o rastro das ovelhas, leva as cabras a pastar junto às tendas dos pastores.
O AMADO9Minha amada, eu te comparo à égua atrelada ao carro do Faraó! 10Que beleza tuas faces entre os brincos, teu pescoço, com colares! 11Far-te-emos pingentes de ouro cravejados de prata.
DUETO 12— Enquanto o rei está em seu divã meu nardo difunde seu perfume. 13Um saquinho de mirra é para mim meu amado repousando entre meus seios; 14meu amado é para mim um cacho de cipro florido entre as vinhas de Engadi. 15— Como és bela, minha amada, como és bela!... Teus olhos são pombas. 16— Como és belo, meu amado, e que doçura! Nosso leito é todo relva. 17— As vigas da nossa casa são de cedro, e seu teto, de ciprestes. 

SHIR MIZMOR
Tehilim/Salmos 127:
Um cântico de ascensão de Sh'lomo. A não ser que o Eterno edifique a Casa, trabalham em vão os que a querem construir. Se Ele não guardar a cidade, vã será a vigília da sentinela. Os que retardam seu sono até alta noite, acordam antes do amanhecer e dedicam-se arduamente a ganhar seu sustento, não alcançarão os bens que o Eterno concede aos que O amam, mesmo quando estes estão a repousar. Quanto a seus filhos, são uma doação do Eterno; sua descendência é a recompensa que recebem. Como flechas na mão de um guerreiro, assim são os filhos de sua mocidade. Bem-aventurado o homem cuja aljava deles está repleta! Mesmo por seus inimigos serão respeitados, quando com eles dialogarem junto às portas da cidade.
transcrito por Ya'el bat Yossef

Nenhum comentário:

Postar um comentário