quinta-feira, 16 de maio de 2013

SEDRAH 109 - RESUMO SEMANAL (HA'ISHAH / MULHERES)

“Hoje tomo o céu e a terra como testemunha contra vós: Eu te propus a vida e a morte, a bênção e a maldição; Escolhe, pois, a vida, para que vivas tu e a tua descendência” (Devarim/Dt. 30.19).

RESUMO DO ESTUDO SEMANAL DA SEDRAH
Bamidbar/Números: 16:1-35
A REBELIÃO DE CORACH E SEUS SEGUIDORES

      Na Sedrah desta semana, vimos às trágicas conseqüências sofridas por Corach, Datan, Aviram, suas famílias e seus seguidores, devido ao desprezo que tiveram pelos ensinamentos do Eterno, seguindo as más intenções de um coração cheio de inveja, ciúmes e egoísmo contra Mosheh, o qual foi escolhido pelo Eterno como seu representante para guiar o povo de Yisrael do Egito à Terra Prometida, Yerushalaim.
     Pois bem, analisando um pouco sobre a ascendência de Corach, vimos que ele era neto de Coate, filho de Levi, a Tribo responsável pela montagem, desmonte e transporte do Mishkan e seus utensílios.  Lembremos que a função dos Levi'in já outorgava maior importância sobre as funções das demais tribos por se tratar diretamente do manejo de peças consagradas pelo Eterno. Porém, Corach não se contentou com a posição que ocupava e influenciou 250 homens contra o líder.
     Percebemos que o ciúme, a inveja e o egoísmo de Corach e dos demais, fizeram com que eles não pensassem em seus filhos que também sofreram as conseqüências dos seus atos de desobediência aos princípios estabelecidos por HaShem.  Pois, toda transgressão e engano nasce primeiro no coração do homem à todo instante e Corach pensava que estava certo, tanto que ele pôs a prova sua própria vida pela sua cegueira. Esse é um grande exemplo que precisamos levar para nossa vida. Devemos tomar cuidado, pois o coração do homem é enganoso.
       Como conseqüência, HASHEM destruiu Corach, sua família e todos os quais afrontaram Mosheh, utilizando um fenômeno da natureza. “... a terra debaixo deles se fendeu, abriu a sua boca e os tragou com as suas casas, como também os homens que pertenciam a Corach e todos os seus bens”. (Bamidbar/Nm. 16. 31-32).
      Pois bem, estamos prosseguindo no conhecimento da Torah dia-a-dia, a fim de vivermos a vida que o Eterno quer que vivamos, pautada exclusivamente em Sua vontade, e não em nossos “impulsos” desprovidos dos Seus conselhos, pois, como diz em Sua Palavra:  "seus ensinamentos são vida para os nossos caminhos".  “Lâmpada para meus pés é a tua Torah e luz para meus caminhos” (Tehilim/Sl. 119.105).
      Portanto, o Eterno em Sua infinita misericórdia nos aconselha a escolher a vida, porém, muitas vezes, o ser humano quer seguir na contramão dos Seus conselhos, direcionado por seu “coração enganoso”: “Enganoso é o coração do homem, quem o conhecerá?" (Yermyiahu/Jeremias 17:9)
    O único caminho que nos conduz a verdadeira aliança com o Eterno é  o da obediência às Suas Mitzvot (Mandamentos), pois esta é a única ação que Ele nos pede. “Agora, pois, ó Israel, que é que o Eterno quer de ti? Não é que temas a YHWH, teu Elohim, e Andes em todos os seus caminhos, e o ames, sirvas ao Eterno, teu Elohim, de todo o teu coração e de toda tua alma, para guardares os mandamentos e os estatutos que hoje te ordeno para o teu bem?” (Devarim/Dt. 10.12-13).
      Entretanto, é perceptível na Torah o zelo que o Eterno tinha pelos líderes que Ele escolhia. Toda vez que o povo se levantava contra a liderança, o Eterno agia contra estes de forma sobrenatural. 
       E Hoje? 
por Yocheved, Sarah  Sharon e demais participantes
compilado por Chayah Tehilah

Nenhum comentário:

Postar um comentário